A minha história com a Disney começou no dia 4 de maio com mais três primos e uma amiga. Saímos de Brasília rumo a Orlando – com escala em Miami – às 22h. Seriam longas 7 horas de viagem, já que não consegui dormir quase nada durante o voo. Mas isso pouco importou. Afinal, era a minha primeira vez em Orlando, era a minha primeira viagem internacional. Então, tudo era festa!

    E tudo é lindo desde a hora em que você pisa nos Estados Unidos. As pistas são largas, as estradas muito bem sinalizadas, o asfalto é liso (quase não se vê remendos na pista) e o trânsito flui tranquilamente. Tudo isso somado ao GPS que alugamos junto com o carro, tornou a experiência de dirigir por lá a melhor possível. Nos deslocávamos com rapidez e precisão. Isso era tudo que a gente precisava em Orlando. Afinal, são tantas coisas para fazer que não podíamos perder nem um minuto sequer.

    Ficamos hospedados no hotel Rosen Inn Closest to Universal, que fica na International Drive, uma das principais avenidas de Orlando. Portanto, o acesso aos parques e aos Outlets eram facilitados pela localização do hotel. E por todos os lados tinha restaurantes, supermercados e tudo mais que Orlando oferece.

    Visitamos os quatro parques temáticos da Disney – Epcot, Animal Kingdom, Magic Kingdom e Hollywood Studios -, os dois parques da Universal – Islands Of Adventure e Universal Studios -, e também o Busch Gardens – o parque das montanhas-russas – e o Sea World. Uma experiência pra ninguém colocar defeitos.

     E se você estiver aí pensando que essa é uma viagem que somente as crianças se divertem, está muito enganado. Orlando tem opções para todos os gostos e idades. Até ouso dizer que os adultos ficam muito mais impressionados com a magia da Disney que os pequeninos. Afinal, cada detalhe dos parques parece ser minuciosamente pensado para tornar sua viagem inesquecível.

    Se você é daqueles que quer uma viagem mais lúdica, com experiências mais visuais e com apenas um pouquinho de emoção, nenhum parque da Disney pode ficar fora do seu roteiro. Por lá, a cada passo você é surpreendido com uma lojinha cheia de souvenirs ou por um personagem que, com certeza, fez parte da sua infância. E você, até então, só tinha visto na tv ou no cinema.

    Agora, se você quiser uma viagem mais radical, cheia de emoções fortes e com muita adrenalina, são os parques da Universal, Busch Gardens e Sea World que não podem deixar de ser visitados. São montanhas-russas iradas, simuladores 4D impressionantes e a possibilidade de ver baleias, tubarões e pinguins bem de perto em apresentações que são de arrepiar.

    Aaaah… uma dica valiosa. Não deixe de ir a Walgreens, uma das maiores redes de farmácia dos Estados Unidos. Por lá você vai encontrar uma variedade imensa de medicamentos, produtos de beleza, eletrônicos, brinquedos, comidas e doces, muitos doces. E o melhor, com preços tão baratos que dá vontade de levar tudo. Ela está espalhada por todos os cantos de Orlando.

    Enfim, não dá pra contar tudo em um post só. São muitas emoções. Mas foram nove dias perfeitos em Orlando. Uma experiência fantástica que recomendo a todos!

Anúncios

Diário do Estevane (2015)